Financiamento de profissionais para atendimento de PediaSuit na APAE de Chapecó

CAPA - Cristiane Possa

Nome da Entidade/Pessoa Proponente

Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais de Chapecó APAE

CNPJ/CPF do Proponente

82804733000143

Segmento

Fundo Infância e Adolescência

Área

Fundo Infância e Adolescência

Data Inicio Projeto

01/02/2021

Data Final Projeto

23/12/2021

Município

Chapecó/SC

Responsável pelo Projeto

Cristiane Possa

PRONAC

Fundo Infância e Ado

Lei de Incentivo correspondente ao projeto

Fundo Infância e Adolescência

Valor da Proposta

R$ 169.403,00

Valor Captado

R$ 0,00

Percentual Captado

0.00

Site do Proponente/Projeto

http://chapeco.apaesc.org.br/

Descritivo sobre a Entidade proponente do projeto / Descritivo currículo pessoa proponente

A APAE de Chapecó foi fundada em 29 de novembro de 1970. Tem como MISSÃO “promover e articular ações de defesa de direitos e prevenção, orientações, prestação de serviços, apoio à família, direcionadas à melhoria da qualidade de vida da pessoa com deficiência e à construção de uma sociedade justa e solidária”. A instituição atende pessoas com deficiência intelectual e/ou múltipla e transtorno do espectro autista. Em 2021 está atendendo um total de 298 (duzentos e noventa e oito) usuários e suas famílias. Os atendimentos na APAE acontecem para pessoas com deficiência desde o nascimento até a terceira idade, sendo que no ano de 2021 o usuário de maior idade completará 84 anos. Os atendimentos acontecem em 03 áreas – assistência social, educação e saúde. Assistência social: acompanhamento de frequência; encaminhamentos das famílias e usuários para a rede de serviços socioassistenciais; atendimento individual; avaliação social; estudo social; fortalecimento do grupo de mães e acompanhantes; transporte adaptado; visita domiciliar. Educação: arteterapia; dança; educação física; estimulação precoce; informática educativa; recreação aquática; centro de Convivência; PROAL – Programa de Atividades Laborais; PROEP – Programa de Educação Profissional; Projeto Desporto; Projeto Descobrindo Artistas; SAE – Serviço De Atendimento Específico; SPE – Serviço Pedagógico Específico; TEA – Transtorno Do Espectro Autista. Saúde: avaliação interdisciplinar; equoterapia; fisioterapia solo e aquática; fonoaudiologia; neuropediatria; nutrição; oficina de órteses; pediasuit; psicologia; psiquiatria; terapia ocupacional.

Etapas do Projeto

Ação 01 – Realização de atendimentos de PediaSuit para crianças com deficiência na APAE Chapecó. 1.1. Pagamento de equipe técnica; 1.2. Compra de calçados – necessidade para os atendimentos; 1.3. Atendimento via protocolo PediaSuit.

Objetivos do Projeto

Objetivo geral: • Pagamento de equipe técnica para realização de atendimentos de PediaSuit para crianças com deficiência na APAE Chapecó. Metas: 1.1. Pagamento de equipe técnica; 1.2. Compra de calçados; 1.3. Atendimentos via protocolo PediaSuit.   Horas de atendimento: 80 horas semanais: sendo 02 profissionais com jornada de 30 horas cada e 01 profissional de 20 horas. Obs.: está fixada a carga horária máxima de 30h/semanais atendendo a Lei 8856/94, que fixa esta jornada de trabalho para o fisioterapeuta e o terapeuta ocupacional – profissionais atuantes no Protocolo PediaSuit. Os benefícios terapêuticos proporcionados são: aumento da densidade mineral óssea, força muscular, propriocepção, equilíbrio, coordenação motora, consciência corporal, modulação de tônus postural anormal, alinhamento corporal e reequilíbrio biomecânico com o intuito de proporcionar melhor qualidade de vida, maior variedade de movimentos seletivos e o desenvolvimento das atividades funcionais. Os métodos de avaliação a serem utilizados: GMFM e GMFCS – Medida da Função Motora Grossa, além da avaliação motora e funcional formulada pela APAE Chapecó que é descritiva a partir da percepção do profissional.

Justificativa do Projeto

O método PediaSuit antecipa resultados obtidos somente com longos períodos de Fisioterapia tradicional devido a sua alta intensidade. Busca reeducar o cérebro para reconhecer padrões de movimentos funcionais e a atividade muscular e tem seu principal foco voltado para o desenvolvimento motor, força muscular, resistência, flexibilidade, equilíbrio e coordenação motora. Além do uso do macacão, também é usado bandas elásticas, cordas e roldanas dentro de uma gaiola de habilidades que proporcionam diversas experiências ao paciente, possibilitando que o terapeuta trabalhe várias posturas, inclusive a ortostase (deixar o paciente em pé). Indica-se este método em diversas situações, tais como paralisia cerebral, atraso no desenvolvimento motor, traumatismo craniano, acidente vascular cerebral, ataxia, atetose, deficiências neurológicas e ortopédicas, doenças genéticas, lesões medulares, transtorno vestibulares entre outros. Tem como principais benefícios a modulação do tônus muscular, melhora da simetria corporal, diminuição das contrações musculares involuntárias, melhora da densidade óssea, promove o desenvolvimento de habilidades motoras finas e grossas, auxilia na produção da fala e deglutição por promover um melhor controle da cabeça e sustentação do tronco. Para o atendimento via protocolo PediaSuit é necessário profissionais da área da fisioterapia e terapia ocupacional.

Público Alvo do Projeto

Crianças com deficiência, com idade de 00 a 06 anos.
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no pinterest
Pinterest

49 3321 2800 | acic@acichapeco.com.br

Av. Getúlio Vargas, 1.748 N, Chapecó/SC – 89805-000