Feira do Livro Chapecó

Feira do Livro

Nome da Entidade/Pessoa Proponente

Fundação Universitária do Desenvolvimento do Oeste – Fundeste

CNPJ/CPF do Proponente

82804642000108

Segmento

Evento Literário

Área

Cultura

Data Inicio Projeto

27/10/2021

Data Final Projeto

30/11/2021

Município

Chapecó – SC

Responsável pelo Projeto

Odilon Luiz Poli

PRONAC

201441

Lei de Incentivo correspondente ao projeto

Lei de Incentivo a Cultura

Valor da Proposta

R$ 474.916,13

Valor Captado

R$ 440.368,34

Percentual Captado

92.73

Site do Proponente/Projeto

Descritivo sobre a Entidade proponente do projeto / Descritivo currículo pessoa proponente

Quem somos Criada oficialmente em 4 de julho de 1970, como instituição pública de direito privado e com gestão comunitária, a Fundação Universitária do Desenvolvimento do Oeste – Fundeste foi instituída por lei municipal assinada pelo então prefeito João Destri. Em assembleia geral, estiveram presentes autoridades e lideranças de 36 municípios, numa iniciativa coordenada pelo então secretário dos Negócios do Oeste, Plínio Arlindo de Nes, e com a participação ativa do bispo diocesano da época, dom José Gomes, que foram os primeiros presidente e vice da Fundeste, respectivamente. A cada ano que se soma à história da Fundação Universitária do Desenvolvimento do Oeste (Fundeste), a região é surpreendida com os avanços alcançados por conta da atuação das mantidas Unochapecó, Farmácia-Escola e Instituto Goio-En. Desde o princípio, lá na década de 1970, a Fundeste traz inovação para o oeste catarinense e regiões próximas. Primeiro com a oferta de cursos de graduação e depois – e sempre – sendo a primeira a ofertar especializações, cursos de mestrado e doutorado, a incentivar a pesquisa, a realizar projetos de extensão que beneficiam diretamente a comunidade, a não medir esforços para se tornar uma instituição comunitária e buscar recursos que favoreçam o desenvolvimento regional no âmbito da educação, da cultura, da economia e, principalmente, nas ações sociais. Assim, tudo que vem sendo realizado nesses 50 anos de existência faz jus ao empenho daquele grupo que vislumbrou o desenvolvimento do interior do estado a partir do ensino superior e que acreditou, mesmo com os fatos jogando contra, que daria certo e que no futuro essa iniciativa seria motivo de muito orgulho. Mantidas: A Fundeste foi criada com a missão de promover o desenvolvimento regional nas mais diversas áreas, capacitando pessoas para conciliar o trabalho científico com as demandas do mercado. Essa missão é cumprida pelas mantidas Farmácia Escola, Instituto Goio-En e Unochapecó, que por meio de ações de ensino, pesquisa e extensão fomentam avanços na economia, na cultura, na área ambiental e na promoção do bem-estar social em todo o oeste catarinense. Unochapecó A Unochapecó é uma das principais universidades de Santa Catarina. Comprometida com o desenvolvimento do oeste catarinense, atua na formação de profissionais qualificados, na educação continuada, na produção e disseminação de novos conhecimentos, dedicando-se a ações comunitárias voltadas ao crescimento econômico e ao desenvolvimento social, ambiental e cultural. Seus cursos de graduação, especialização, mestrado e doutorado, suas ações nas áreas de pesquisa e extensão, bem como sua estrutura física e seu capital intelectual, fazem da Unochapecó uma referência nacional em pesquisa e inovação científica e tecnológica. Farmácia Escola Unochapecó A Farmácia Escola Unochapecó foi criada em 2003 como campo de estágio para Estudantes do curso de Farmácia, visando qualificar a formação profissional ao aproximar os alunos da realidade do mercado, capacitando-os para atuar nas áreas comercial e magistral. Nas atividades de estágio realizadas na Farmácia Escola, os estudantes associam teoria e prática desde o atendimento aos clientes e dispensação de medicamentos, até a Manipulação de fórmulas cosméticas e medicinais. Por ser um ambiente de ensino, a Farmácia Escola Unochapecó é referência em qualidade, tanto dos produtos que manipula quanto do atendimento oferecido. Instituto Goio-En O Instituto Goio-En é uma organização de estudos, pesquisa, desenvolvimento e serviços que atua em dois eixos principais – Estudo dos Peixes e Educação Ambiental. No primeiro, desenvolve pesquisas relacionadas aos peixes da bacia hidrográfica do rio Uruguai, com destaque para o Projeto Piraqué, primeira estação de piscicultura com banco genético vivo de todas as espécies migratórias do rio Uruguai. No segundo, promove atividades de sensibilização sobre a importância de resgatar e preservar as riquezas naturais, adotando práticas responsáveis e sustentáveis em relação ao meio ambiente. Qualidade Institucional Quando falamos que a Unochapecó é referência em ensino superior, não é à toa. Em 2019, a instituição obteve o conceito máximo junto ao Ministério da Educação (MEC). Em uma escala que varia de 1 a 5, a nota demonstra a qualidade do ensino ofertado e a excelente estrutura da Unochapecó disponibilizada aos estudantes. Dos 19 cursos avaliados, 13 obtiveram conceito 5 e seis alcançaram nota 4. Mas, para chegar a esse nível, foi percorrido um longo caminho, a obtenção do conceito máximo, é resultado de um trabalho coletivo e representa o comprometimento da gestão, dos docentes, técnicos administrativos e estudantes, que acreditam no potencial de cada curso. Além disso, a nota máxima é a prova de que a Unochapecó tem inovado nos processos de ensino e aprendizagem, buscando a qualidade acadêmica, e de que os cursos estão no direcionamento correto, formando profissionais capazes de buscar soluções técnicas e científicas para as demandas emergentes e que contribuem para a melhoria da qualidade de vida da população por meio dos projetos de extensão. Os excelentes resultados apontam que o caminho da Unochapecó é esse: seguir seu trabalho de forma comprometida, revolucionando a partir do conhecimento.

Etapas do Projeto

PRODUTO PRIMÁRIO: FEIRA DO LIVRO CHAPECÓ 1. PRÉ-PRODUÇÃO (6 meses) – Reunião do grupo de trabalho – Organização do cronograma de ações dos envolvidos com o Projeto. – Reunião com o prefeito de Chapecó e a Secretaria de Cultura para logistica e firmar parceria – Firmar parcerias com entidades e empresas interessadas na profusão da leitura – Contato com possíveis expositores na Feira – Definição dos convidados que irão participar da programação da Feira – Contratação de profissionais para envolvimento nas atividades, bem como os serviços necessários para a execução das mesmas. – Criação de logomarca e identidade visual da Feira – Planejamento de comunicação e de mídia do evento – Criação dos materiais de divulgação do evento – Evento de lançamento da Feira prevista para 11 de agosto de 2020(coletiva com a imprensa na Unochapecó) – Ações de assessoria de imprensa – Divulgação do evento 2. PRODUÇÃO (3 meses) – Montagem e organização dos espaços nos locais onde se realizarão as atividades – Contratação de brigadistas – Contratação de intérprete de libras – Cotação e contratação dos serviços de terceiros – Realização da Feira do Livro Chapecó 2020 e de suas atividades (previsão: 15 a 22 de outubro de 2020). 3. PÓS-PRODUÇÃO (2 meses) – Avaliação da Feira – Elaboração de Relatório de Atividades da Feira do Livro Chapecó 2020 – Prestação de contas junto ao Ministério da Cultura (em até 60 dias após a realização do evento) PRODUTO SECUNDÁRIO: PROGRAMA DE FORMAÇÃO DE MEDIADORES DE LEITURA (CONTRAPARTIDA SOCIAL) 1. PRÉ-PRODUÇÃO (3 meses) – Instrumentalização da equipe de trabalho (equipe de formadores) – Criação de materiais de divulgação do Programa (site, email marketing e banner online) – Contato com Secretarias de Educação, Escolas e demais entidades interessadas em divulgar o Programa. – Divulgação do Programa – Contato com Editoras 2. PRODUÇÃO (5 meses) – Seleção dos participantes – Realização das atividades de formação e práticas do Programa de acordo com o Projeto Pedagógico – Registro de Evidências – Emissão de certificados 3. PÓS-PRODUÇÃO (2 meses) – Avaliação do programa junto aos participantes – Relatório de cumprimento do objeto do Programa

Objetivos do Projeto

OBJETIVO GERAL Propiciar meios e instrumentos de incentivo à leitura por meio da realização da Feira do Livro Chapecó, no estado de Santa Catarina, com duração de 8 (oito) dias a fim de promover o acesso cultural à comunidade e a formação de leitores, através de uma imersão literária via oferta gratuita do evento. OBJETIVOS ESPECÍFICOS a) Oferecer ao público gratuitamente, com duração de 08 (oito) dias, atividades e debates em torno da leitura que ampliem as perspectivas de mobilidade social e de visão de mundo; b) Movimentar o mercado literário através de um encontro entre editoras, livrarias, distribuidoras, produtores, autores e comunidade na cidade pólo da região oeste de Santa Catarina; c) Dar visibilidade à produção literária, científica, técnica e artística da região Oeste de Santa Catarina d) Expor a leitura como um hábito prazeroso e de mudança social e cultural através de atividades interativas com o público. e) Ofertar gratuitamente Programa de Formação de Mediadores de Leitura contemplando 360 profissionais da educação das escolas públicas e particulares. f) Aprimorar o acervo literário das escolas públicas de Chapecó e região, por meio da oferta de 3.000 vales livro às escolas participantes da feira, para aquisição de acervo literário

Justificativa do Projeto

A região oeste de Santa Catarina, colonizada por italianos e alemães no início do século XX, constituiu-se em torno de uma cultura do trabalho, relegando iniciativas isoladas e tênues da arte e de produção cultural. Tais características limitaram o desenvolvimento intelectual e cultural da população desta região. Além disso, independente de pesquisas científicas sobre o tema, a observação cotidiana revela alguns indicadores sugestivos. O nível de conhecimento histórico e literário dos jovens que ingressam no ensino superior é extremamente baixo. Informações fornecidas por organizadores de concursos vestibulares indicam que o desempenho dos estudantes desta região no quesito “redação” é significativamente inferior ao dos jovens de outras regiões do estado. Esse fator tem sérias consequências no processo de desenvolvimento regional. Pesquisas indicam que o nível de informação de estudantes e professores do ensino médio sobre as transformações recentes no mundo do trabalho e sobre o atual processo de desenvolvimento globalizado é insatisfatório, revelando sérias dificuldades desses indivíduos em acompanhar os movimentos civilizatórios em curso no Brasil e no mundo, levando-os a não dispor de informações adequadas para embasar suas decisões profissionais. Tal dificuldade, notoriamente, é estendida aos empresários e outros agentes econômicos. Com base nessas premissas, pode-se intuir que, sem uma modificação significativa desse cenário, o desenvolvimento regional permanecerá aquém das necessidades e das potencialidades regionais. Nesse sentido, o papel da Universidade é extremamente relevante, pairando sobre ela a maior expectativa de liderança e articulação de diferentes atores sociais para uma intervenção transformadora nesse cenário. Historicamente, o hábito da leitura é um elemento de transformação social e de aquisição do conhecimento. Sendo assim, a percepção de que a grande região Oeste de Santa Catarina não possui um fórum central e amplo para sugerir e debater as ações em torno do livro e da leitura, situa a Unochapecó a propor a Feira do Livro Chapecó: um evento com duração de 8 (oito) dias que acontecerá em Chapecó (SC), local estratégico e de grandes perspectivas derivadas da posição entre Santa Catarina e Rio Grande do Sul. A proposta da Feira surge em um momento em que a Unochapecó já adquiriu experiência na organização de feiras, atividades e eventos literários, como a Feira do Livro de Chapecó de 1999 (com a presença de autores como Ligia Bojunga Nunes, Ana Maria Machado, Fanny Abromovich, Moacir Scliar, entre outros) que contou com a visita de 32 mil estudantes de escolas de toda a região, a Festa do Livro, organizada desde 2001 dentro do campus, a Pró-Bienal do Livro em 2014 que contou com um público maior que 2.000 pessoas e Feira do Livro Chapecó 2017, realizada entre 24 à 26 de outubro de 2017, contou com um público superior a 8.000 pessoas, a Feira do Livro Chapecó 2018 (PRONAC 179674), realizada entre 17 à 21 de setembro de 2018 que contou com um público estimado em 20 mil pessoas, a Feira do Livro Chapecó 2019 (PRONAC 183860), realizada entre 17 à 21 de setembro de 2019. contou com um público estimado em 30 mil pessoas, além de outros eventos afins em parceria com entidades da região. Esta competência se deve, especialmente, ao investimento que a Unochapecó vem fazendo em muitas frentes como: a) a EDITORA ARGOS (e a Livraria Argos), criada em 1992 para a publicação de livros pertinentes para a comunidade regional; b) o LITERATÓRIO – Laboratório de Literatura, criado em 2003 que especializou-se em programas de leitura que possuem como eixo fundamental a contação de histórias para estudantes dos ensinos fundamental e médio da região de abrangência da universidade; c) CEOM – Centro de Organização da Memória do Oeste Catarinense. Criado em 1986, desenvolve trabalho de arquivo de documentos e imagens da região, trabalho arqueológico, projetos na área de memória realizados em conjunto com outras instituições e atividades permanentes com escolas da região. Além dessas atividades, a Universidade possui uma Coordenadoria de Extensão, um Setor de Comunicação e um Escritório de Projetos e Prestação de Serviços que planejam e desenvolvem diversos eventos culturais, artísticos, educativos, esportivos e sociais voltados ao crescimento e ao desenvolvimento da comunidade regional. A Feira do Livro Chapecó prevê uma programação artística e cultural variada e gratuita, a fim de atingir diversos públicos, mas tendo como foco principal estudantes dos dois gêneros do ensino fundamental de escolas públicas e privadas de Chapecó, da região oeste de Santa Catarina e dos estados vizinhos Rio Grande do Sul e Paraná. Anteriormente à Feira, será executado um Programa de Formação de Mediadores de Leitura junto às escolas da região, onde o principal objetivo é familiarizar os estudante com os autores e desenvolver o hábito e o gosto pela leitura. Pelo que foi exposto, a Feira do Livro Chapecó constitui-se como um evento essencialmente voltado à difusão do hábito da leitura entre o público e poderá tornar-se um fórum permanente para discussão e implementação de ações em torno do livro e da leitura na sua região de atuação. Visualiza-se também a contribuição com a integração cultural dos estados do Rio Grande do Sul e Paraná, bem como a aproximação dos livros e os leitores na tentativa de que a leitura e a escrita se tornem práticas constantes desta população, possibilitando assim, uma nova compreensão do mundo e novas formas de intervenção na vida pública e na vida privada. O projeto se enquadra com os incisos abaixo relacionados do Art.1º da Lei 8313/91: I – contribuir para facilitar, a todos, os meios para o livre acesso às fontes da cultura e o pleno exercício dos direitos culturais; III – apoiar, valorizar e difundir o conjunto das manifestações culturais e seus respectivos criadores; VIII – estimular a produção e difusão de bens culturais de valor universal, formadores e informadores de conhecimento, cultura e memória; Também, o mesmo se enquadra com os objetivos abaixo relacionados do Art.3º da Lei 8313/91: I – incentivo à formação artística e cultural, mediante: c) instalação e manutenção de cursos de caráter cultural ou artístico, destinados à formação, especialização e aperfeiçoamento de pessoal da área da cultura, em estabelecimentos de ensino sem fins lucrativos; II – fomento à produção cultural e artística, mediante: e) realização de exposições, festivais de arte e espetáculos de artes cênicas ou congêneres; IV – estímulo ao conhecimento dos bens e valores culturais, mediante: a) distribuição gratuita e pública de ingressos para espetáculos culturais e artísticos; V – apoio a outras atividades culturais e artísticas, mediante: c) ações não previstas nos incisos anteriores e consideradas relevantes pelo Ministro de Estado da Cultura, consultada a Comissão Nacional de Apoio à Cultura.

Público Alvo do Projeto

A Feira do Livro Chapecó prevê uma programação artística e cultural variada e gratuita, a fim de atingir diversos públicos, mas tendo como foco principal estudantes dos dois gêneros do ensino fundamental de escolas públicas e privadas de Chapecó, da região oeste de Santa Catarina e dos estados vizinhos Rio Grande do Sul e Paraná.
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no pinterest
Pinterest

49 3321 2800 | acic@acichapeco.com.br

Av. Getúlio Vargas, 1.748 N, Chapecó/SC – 89805-000